Ensino Superior precisa se modernizar
 
Na época das negociações coletivas ouvimos a ladainha e a choradeira das instituições de Ensino Superior. ‘Não tem dinheiro, o negócio vai mal.’ Olha, estamos acompanhando esse mercado de perto e a coisa não é bem assim.

Quem costuma administrar a faculdade no estilo familiar realmente vai perecer, mas quem tem uma postura mais avançada, uma mentalidade administrativa moderna, estes estão prosperando. A recente fusão dos grupos Gama Filho com a UniverCidade é um exemplo. Firjan, Senac e Sesi, que já têm suas faculdades reconhecidas, são outros. Então, possível é, só precisa trabalhar com competência e profissionalismo. Com isso ganham todo o pessoal do ensino e os alunos.